A vida é rara

Nos últimos dias, o Rio de Janeiro instalou-se em Portugal e tem sido todo um queixume com este calor ridiculamente sufocante, ideal apenas para quem está de férias e pode estar enfiada no mar ou numa piscina, só com a cabeça de fora. Quanto a mim, comum aos restantes mortais, estar fechada todo o dia num escritório está a ser dramático, mesmo com o ar condicionado ligado no máximo!!!

Os dias, esses têm passado lentos, envoltos em problemas e mais problemas; as mágoas acumulam-se cá dentro e pela primeira vez em muito tempo, sinto-me COMPLETAMENTE sozinha. Penso que aprendi mais sobre a vida no último mês do que nos meus 31 anos. Aprendi que a maior parte da família… enfim… porreiro, tudo bem, mas na hora do aperto até se evaporam no ar. Aprendi também que a palavra AMIGO é ainda mais rara do que eu pensava. Este mês, espetaram-me uma faca nas costas. Nesta vida, a raridade de ter em quem confiar de olhos fechados é como encontrar um trevo de 4 folhas.

E por muito que nos esforçemos, a conclusão a que chego é só uma: com muito menos esforço e trabalho, o resultado e as reacções são as mesmas.

It doesn’t worth it. 

Sempre quis alguém; não gosto da solidão. Mas uma coisa é certa: é com ela e com as minhas gatas que terei que viver.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s